Harley-Davidson prepara diversos lançamentos para ganhar volume

Novas motos da Harley-Davidson são voltadas para segmento de entrada e viabilidade se dá com parceira chinesa
Harley:%20novo%20motor%20deve%20tornar%20motos%20mais%20ágeis

| Imagem: GPGamble

Para ganhar mais mercados e não focar apenas nos puristas, a Harley-Davidson vai lançar motos com menores cilindradas e uma naked esportiva para ficar mais competitiva. Os lançamentos estão previstos para 2020 e contarão com uma motocicleta de baixa cilindrada, com 338 cm³, e uma naked com motor V2 de 975 cm³. Essa esportiva vai competir com Kawasaki Z1000 e BMW S 1000 R.

Sobre a futura Harley-Davidson mais acessível, com motor de deslocamento abaixo de 400 cc, ela será criada em conjunto com empresa chinesa Qianjiang e somente esse produto será oriundo desse acordo. Por enquanto o planejamento prevê que a novidade seja direcionada apenas para o mercado asiático. 

Em uma outra direção, vale a pena lembrar que a Harley-Davidson revelou em seu plano More Roads to Harley-Davidson, em agosto do ano passado, que trabalha em novos produtos como a uma Big Trail Pan America, com motor V2 de 1.250 cm³. Além dela haverá outra renovação: a custom V-Rod terá uma sucessora com o motor citado de 1.250 cilindradas. Podemos esperar uma revolução da Harley-Davidson nos próximos anos, que já começou com a primeira elétrica da marca, a LiveWire.  

Atualização (2/7/2019, às 20h01): após a publicação da notícia, a Harley-Davidson entrou em contato com o Motoo para esclarecer alguns pontos. Sobre o inédito produto de baixa cilindrada, "a motocicleta de 338 cc é, de fato, um produto desenvolvido em parceria com uma montadora chinesa líder em seu mercado e com foco único em atender demandas de mercado da China e futuramente alguns outros mercados asiáticos. Essa parceria se dá única e exclusivamente, até o momento, para esse modelo anunciado, pois tem foco local no continente asiático. Futuramente podem ser desenvolvidos outros projetos que também possam completar a linha dedicada a atender demandas e expectativas chinesas e de outros países do continente", explicou a marca. A subsidiária brasileira da Harley-Davidson também destaca que "as motocicletas Streetfighter (975 cc) e Pan America 1250 foram divulgadas faz quase um ano, em julho de 2018, como parte do plano More Roads To Harley-Davidson e são, até então, projetos que foram anunciados de antemão para o mundo para que todos entendessem a revolução pela qual a Harley-Davidson está passando – e, por conta disso tudo, nada tem a ver com o projeto local chinês da Harley-Davidson". 

 
 
Harley-Davidson FXDR 114 2019
 
Harley-Davidson FXDR 114 2019
Harley-Davidson FXDR 114 2019
Harley:%20novo%20motor%20deve%20tornar%20motos%20mais%20ágeis
 
Harley:%20novo%20motor%20deve%20tornar%20motos%20mais%20ágeis
Harley:%20novo%20motor%20deve%20tornar%20motos%20mais%20ágeis
Harley-Davidson Pan America
 
Harley-Davidson Pan America
Harley-Davidson Pan America
 
 

 

Assine a newsletter semanal do AUTOO!