MV Agusta lança edição limitada da Brutale 1000 com 215 cv

Chamada de Nürburgring, série especial adiciona ainda mais potência na moto de 1.000 cc
MV Agusta Brutale 1000 RS 2022

MV Agusta Brutale 1000 RS 2022 | Imagem: Divulgação

Uma edição limitada da MV Agusta Brutale 1000 foi anunciada pela marca nesta semana. Batizada de Nürburgring, nome da famosa pista da Alemanha, a moto ganhou ainda mais potência e um alívio de peso, graças ao uso maior de fibra de carbono em sua estrutura. 

O resultado foi uma moto de 1.000 cv com 215 cv de potência (a 13.200 rpm) e 11,7 kgfm de torque (a 11 mil rpm), mas com apenas 183 kg de peso seco. Dessa forma, a relação peso/potência da moto é de 1,2, o que significa que cada cavalo de potência do motor de quatro cilindros leva pouco mais de um quilo de peso. 

Trata-se de fato de uma moto bastante radical. De acordo com a MV Agusta, esta é a edição mais extrema da Brutale que já foi feita. Tanto que a moto atinge os 300 km/h de velocidade máxima.

MV Agusta Brutale 1000 RS 2022
MV Agusta Brutale 1000 RS 2022
Imagem: Divulgação

Tecnologia

O uso de fibra de carbono foi tão extenso que até mesmo as rodas de 17 polegadas contam com o material. A eletrônica da moto também não foi deixada de lado, e a MV Agusta Brutale 1000 Nürburgring tem controle de tração, controle de velocidade de cruzeiro, controle de largada e diferentes modos de condução.

No painel de TFT de 5,5 polegadas é possível conectar smartphones por meio da conexão Bluetooth. A tela também permite configurar a moto de acordo com a necessidade do piloto, deixando a Brutale 1000 Nürburgring mais adequada para o uso nas pistas ou nas ruas. 

MV Agusta Brutale 1000 RS 2022
MV Agusta Brutale 1000 RS 2022
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!

Tudo sobre a MV Agusta Brutale 1000 RS

MV Agusta Brutale 1000 RS