Nova Hayabusa é mais lenta que a moto de 1999

Com a chegada da nova geração em fevereiro, esportiva da Suzuki polui menos, mas fica devendo para modelo antigo
Suzuki GSX1300 2021

Suzuki GSX1300 2021 | Imagem: Divulgação

Depois de muita antecipação, a Suzuki finalmente revelou a nova geração da Hayabusa. A esportiva tinha dois objetivos: se manter como uma das motos mais rápidas do mundo e atender às cada vez mais rígidas normas de emissões de poluentes na Europa. Enquanto a novidade manteve suas credenciais de velocidade e está poluindo menos, ela ficou devendo para uma moto 22 anos mais velha.

Em 1999, quando a primeira Suzuki GSX 1300R Hayabusa foi apresentada, a moto já conseguia atingir 317 km/h de velocidade máxima. Com a linha 2022, porém, a marca limitou a moto a 299 km/h. Assim, com exceção a alguns proprietários que tentarão remover o limitador eletrônico por conta própria, a moto nova anda menos que a original de duas décadas atrás. Vale ressaltar que a Suzuki do Brasil, representada pela J.Toledo, apresentou a linha 2021 da moto por aqui, mas ainda com a geração anterior. Não há previsão de chegada da moto renovada por aqui.

Para o mercado norte-americano, a nova Suzuki Hayabusa 2022 tem preços partindo de US$ 18.599, ou cerca de R$ 107,7 mil. Enquanto ainda lembra o modelo antigo pelo porte grande, deixou de lado as linhas volumosas da anterior em favor de um design mais retilíneo e forte. Entre as novidades eletrônicas, traz sensor inercial, modos de condução selecionáveis e controle de tração. Ela conta ainda com acelerador eletrônico, assistente de partida em rampa, controle de largada, controle de cruzeiro, controle de empinada e painel de instrumentos com tela TFT.

A capacidade do propulsor de quatro cilindros em linha foi mantida em 1.340 cm³ e a Suzuki diz ter revisado o cabeçote, comando de válvulas, passagem de óleo e pistões para deixá-lo mais eficiente. O resultado, porém, são 190 cv de potência a 9.700 rpm e 15,3 kgfm de torque a 7.500 rpm. É menos do que os 196 cv e 15,7 kgfm da moto que substitui. A marca declara que a nova Hayabusa acelera de 0 a 100 km/h em 3,2 segundos (3,4 s na antiga).

Suzuki GSX1300 2021
Suzuki GSX1300 2021
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!

Tudo sobre a Suzuki GSX1300

Suzuki GSX1300