Peugeot voltará a fazer motos e muda logotipo

Marca está nas mãos dos indianos da Mahindra desde 2019. Hoje, seu foco está no mercado de scooters
Novo logotipo da Peugeot Motocycles

Novo logotipo da Peugeot Motocycles | Imagem: Divulgação

Quando a Peugeot instalou o primeiro motor em um quadro de bicicleta, o século XX ainda nem tinha começado. No entanto, a marca francesa ganhou notoriedade na Europa por conta de seus scooters. Porém, como parte da reestruturação da matriz francesa, a divisão de motocicletas foi vendida.

O novo dono da Peugeot Motocycles (sim, sem o R) é o gigante conglomerado industrial indiano Mahindra, que adquiriu o controle da marca em outubro de 2019. Desde então, pouco se ouviu falar dos modelos da marca francesa. Isso mudou em setembro do ano passado, quando foram anunciadas alterações.

A Peugeot deu os primeiros detalhes de uma nova família de modelos que deve marcar o retorno da marca ao segmento de motos convencionais e será a primeira feita sob a direção da Mahindra. As novidades ainda estariam nos estágios iniciais de desenvolvimento e devem estrear globalmente até 2023. Para marcar o novo momento, o logotipo da empresa foi alterado, seguindo o que foi visto na divisão de automóveis e dando um ar mais premium.

Cogita-se que as novas motos da Peugeot, que devem focar em motorizações intermediárias de até 300 cm³, já contarão com arrefecimento a líquido e duplo comando de válvulas, além de um visual mais trabalhado que as motos de entrada da Mahindra na Índia, ao passo que a empresa indiana busca um posicionamento mais premium.

Nova Peugeot P2X
Peugeot P2X conceito deve ser inspiração para novas motos da marca
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!