Royal Enfield já superou as vendas de 2019 no Brasil

Ainda em setembro de 2020, marca indiana já emplacou mais unidades em nosso mercado do que em todo o ano passado
Royal Enfield Himalayan 2021

Royal Enfield Himalayan 2021 | Imagem: Divulgação

Apesar de a operação da Royal Enfield no Brasil não ser grande, com apenas 10 concessionárias abertas em todo o país, a empresa vem demonstrando bons resultados. Segundo os dados da Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores), 2020 promete ser um ano bem positivo para a marca.

Enquanto em 2019 a Royal Enfield acumulou a comercialização de 1.445 unidades de suas motocicletas no Brasil, os dados de 2020 até setembro mostraram que a empresa já vendeu 1.634 unidades no total. Não é a primeira vez que isso acontece. No ano passado, a marca superou o acumulado de 2018 (573 unidades) ainda em agosto.

Com a operação tendo início por aqui ainda em 2017, a empresa focou seus esforços inicialmente na linha de clássicas, com os modelos Bullet 500, Classic 500 e Continental GT. Todas equipadas com um motor monocilíndrico de 499 cm³ de capacidade com arrefecimento a ar e comando de válvulas varetado. Apesar de charmosas, não apelavam a um público maior.

Royal Enfield Classic
Royal Enfield Classic
Imagem: Divulgação

Saiba mais: Royal Enfield começa a pré-venda da Himalayan 2021 no Brasil

No início de 2019, a Royal Enfield iniciou a comercialização da Himalayan 410 no Brasil. A trail já trazia um motor de 411 cm³ e comando no cabeçote, enquanto o arrefecimento a ar recebeu o auxílio de um radiador de óleo. Com o segmento em alta, a moto ainda é o modelo da marca que mais vende por aqui, acumulando 645 unidades emplacadas entre janeiro e setembro de 2020.  Para comparação, a Classic 500 vendeu 345 unidades no mesmo período.

A marca apresentou a nova linha de Twins ao Brasil no Salão Duas Rodas de 2019 com a introdução das Interceptor 650 e Continental GT 650. A dupla começou a ser vendida no início de 2020. Sozinha, a Interceptor já acumulou 456 unidades emplacadas neste ano. A marca já anunciou também o início da produção das duas motos na Argentina. Os modelos mantêm o visual clássico, mas possuem um novo bicilíndrico de 648 cm³ de operação mais suave e com capacidade de manter velocidades de rodovia com menos dificuldades.

Royal Enfield Interceptor 650
Royal Enfield Interceptor 650
Imagem: Thiago Moreno
Assine a newsletter semanal do AUTOO!