Royal Enfield pode lançar Himalayan com motor menor

Opção de baixa cilindrada da trail da marca pode ainda resgatar nomenclatura usada nas décadas de 1960 e 1970
Royal Enfield Himalayan 2019

Royal Enfield Himalayan 2019 | Imagem: Royal Enfield

Há pouco tempo, a Royal Enfield registrou duas nomenclaturas que, naquele momento, a imprensa indiana identificou com uma possibilidade para novas motocicletas da marca que seriam mais acessíveis e voltadas a um público mais jovem. No entanto, informações do site Visor Down mostram que a história pode ser outra.

A marca registrou os nomes Sherpa e Hunter e a imprensa internacional especula que o primeiro pode ser utilizada para uma nova opção da Himalayan de menor cilindrada. O nome Sherpa não é novo para a Royal Enfield. Entre 1963 e 1970 a fabricante teve um modelo que utilizava o nome e era equipado com um monocilíndrico dois tempos de 175 cm³ de capacidade.

A nova Sherpa, segundo a publicação, seria uma Himalayan provavelmente com um motor de 250 cm³ voltado primariamente para o mercado indiano. Tal configuração faz sentido para aquele país, já que a legislação indiana concede benefícios fiscais a motocicletas com motores abaixo de 350 cm³ de capacidade.

Atualmente, a Royal Enfield Himalayan, vendida também no Brasil, traz um motor monocilíndrico de 411 cm³ refrigerado a ar e com comando simples de válvulas no cabeçote gerando 24,5 cv de potência e 3,2 kgfm de torque. No Salão Duas rodas, a marca estreou a série especial Sleet para a trail e iniciou a pré-venda de dois novos modelos bicilíndricos de 650 cm³.

Royal Enfield Himalayan 2019
Royal Enfield Himalayan 2019
Imagem: Royal Enfield

Assine a newsletter semanal do AUTOO!

Tudo sobre a Royal Enfield Himalayan

Royal Enfield Himalayan