As motos viraram alternativa para as pessoas que querem fugir do transporte público e ao mesmo tempo evitar os altos custos que de um carro. Prova disso é o levantamento divulgado pelo Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP) que aponta que nos últimos 20 anos o número de motociclistas que passam pela cidade aumentou cinco vezes. Para se ter noção, em 2007 andavam 1 milhão de motociclistas pela cidade e em 2017 esse número chegou a cinco milhões.

Mas para que tudo ocorra bem é necessário escolher um seguro, evitando prejuízos para o dono da moto e a terceiros. Segundo Gláucio Toyama, diretor técnico da seguradora Mapfre, o número de contratações de seguro ainda é baixo e um dos fatores é o preço: “os motociclistas imaginam que este tipo de serviço é muito caro, o que não é verdade. É importante deixar claro que o valor do contrato depende de uma série de fatores que são analisados, como o tipo da motocicleta, rotina de uso, perfil do segurado, entre outros."

Para não perder dinheiro e evitar dores de cabeça, contrate um seguro e veja abaixo o que você deve levar em conta:

Apólice

É importante que o proprietário da moto leia a apólice na hora da contratação para contratar o serviço correto, evitando gastos desnecessários.

Seguro

É ideal que no contrato esteja estipulado proteção para casos de colisão, incêndio, furto e roubo. “Este plano já protege o cliente contra os imprevistos mais recorrentes, como roubos, acidentes, danos ocasionados à pintura e enchentes. Contudo, dependendo do uso que o segurado faça da moto, ele pode adicionar outros itens, como danos aos faróis, lanternas e retrovisores de motocicleta", destaca Toyama.

Motos grandes

Motos com motores acima de 500 cilindradas podem ter seguro diferenciado, que conta com o serviço básico citado acima e ainda há reboque, reposição da roupa de proteção e até inclusão da assistência de 24 horas para residência.

Veja também: Motos estão proibidas na Marginal Pinheiros, em São Paulo

Vinicius Montoia

Formado pela PUC-SP em jornalismo, Vinicius já atua no setor automobilístico desde 2013. É criador do canal Narração Esportiva do Youtube, projeto que conta a história dos maiores narradores esportivos do país

Vinicius Montoia | https://www.youtube.com/channel/UC2lKRtZdmSdMRJZ8Pim78Fw