Sem Sportster, Harley perderá quase 20% de suas vendas no Brasil

Sem a dupla de modelos de entrada, participação da marca norte-americana no segmento das estradeiras cairá sensivelmente
Harley-Davidson Iron 883

Harley-Davidson Iron 883 | Imagem: Divulgação

Na virada de junho para julho, duas notícias ruins chegaram praticamente ao mesmo tempo para os fãs brasileiros da Harley-Davidson. Primeiro, por conta da disparada na cotação do dólar, as motos da marca - montadas com peças importadas - sofreram reajustes de até R$ 22 mil dependendo do modelo e da configuração.

A segunda notícia negativa foi o anúncio de que 2020 seria o último ano de comercialização oficial da linha Sportster no Brasil. A Harley-Davidson deixará de importar os atuais modelos Iron 883 e Iron 1200 neste ano. As unidades ainda presentes nas lojas custam respectivamente R$ 49.590 e R$ 54.590, mas as vendas ocorrerão apenas enquanto durarem os estoques.

Apesar de os preços não serem dos mais convidativos, eram os modelos mais baratos da marca por aqui. Sem as Sportster, a Harley mais em conta passa a ser Fat Bob 107, que custa R$ 76.100. O nome Sportster é um dos mais antigos da marca, sendo usado desde 1957. A última grande alteração nos modelos dessa linha ocorreu em meados dos anos 2000, com a substituição do carburador por injeção eletrônica. Com exceção de versões e cores, os modelos Iron mudaram pela última vez no Brasil em 2016, com alterações na suspensão.

Mesmo defasadas tecnologicamente, as Sportster eram a porta de entrada para o universo da Harley-Davidson no Brasil. No acumulado de emplacamentos no primeiro semestre de 2020, a Iron 883 registrou 171 emplacamentos, enquanto a Iron 1200 foi um pouco melhor: 220 unidades comercializadas no período. No total, as Sportster foram responsáveis por 391 unidades.

O número parece baixo quando olhado isoladamente. No entanto, no minguante segmento de estradeiras, era o suficiente para colocar a Iron 1200 como a terceira custom mais vendida do semestre, enquanto a Iron 883 ocupava a sétima colocação. A Harley mais vendida do período foi a Fat Boy com 273 unidades. A marca como um todo teve 2.072 unidades emplacadas no primeiro semestre de 2020. Sem as Sportster, a Harley-Davidson está abrindo mão de aproximadamente 18,8% de suas vendas, ou quase um quinto de tudo o que ela comercializa por aqui. 

Harley-Davidson Iron 1200
Harley-Davidson Iron 1200
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!

Tudo sobre a Harley-Davidson Iron 883

Harley-Davidson Iron 883