Sob nova direção, Norton registra patentes de nomes clássicos

Agora sendo administrada pelos indianos da TVS, marca britânica pode estar preparando ofensiva de lançamentos
Norton Dominator

Norton Dominator | Imagem: Divulgação

A Norton é uma das mais tradicionais fabricantes de motocicletas da Inglaterra. No entanto, tem sofrido nos últimos anos com uma administração ineficiente e passou por uma gestão fraudulenta, que quase levou a empresa à falência. Porém, desde abril, as operações da companhia foram adquiridas pela gigante indiana TVS.

A ideia da nova controladora da Norton era aproveitar a fama da marca britânica para ajudá-la a angariar um protagonismo maior no segmento de motocicletas premium. Na Índia, sua terra natal, a TVS é uma das maiores fabricantes daquele país, mas sua presença é maior em segmentos de entrada, apesar de já ter desenvolvido em parceria com a BMW modelos como a naked G 310 R e a aventureira G 310 GS.

Saiba mais: indiana Bajaj irá fabricar motos no Brasil

Desde a aquisição da Norton, a TVS já entregou os planos ao governo britânico esclarecendo como reestruturará os negócios da marca. Inclusive, já estabeleceu que irá fabricar motos que foram pagas, mas não entregues, ou devolverá o dinheiro para quem não tiver mais interesse no veículo. No entanto, a indiana parece que irá além.

Isso ocorre porque a Norton efetuou junto ao Escritório Europeu de Patentes (EUIPO) pedidos de registro de nada menos que seis nomes para motocicletas. Todos fazem referência ou já foram utilizados por modelos da britânica no passado. São eles: Norton Nomad, Norton Navigator, Norton Electra, Norton Fastback, Norton Ranger e Norton Combat. Ainda é cedo para dizer se todos os projetos se tornarão motos de produção, mas o ímpeto está lá. Hoje, oficialmente, a marca só oferece os modelos V4, V4 SS, Atlas Nomad e Atlas Ranger.

Norton Atlas Ranger
Norton Atlas Ranger
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!