A Honda Pop 110i é pouco conhecida em São Paulo e na região Sul do Brasil, mas é uma das motos mais vendidas no país e também campeã de vendas no Norte e Nordeste. Além disso possui um visual diferenciado, que chama a atenção e gera questionamentos. Por todos esses motivos, nós do Motoo testamos a Honda Pop 110i em sua nova linha 2019 com o objetivo de descobrir quais são os ingredientes que fazem desta moto um sucesso de vendas. Para demonstrar alguns números, até junho deste ano já foram emplacadas 51.216 unidades da Pop 110i, colocando-a na terceira posição no ranking das motos mais vendidas do Brasil.

Vejam a relação dos itens que mais influenciaram para isto:

Praticidade e agilidade:
Pesando apenas 87 kg e dotada de motor monocilíndrico de 109,1 cc e 7,9 cv, com injeção eletrônica, a Pop se desloca no trânsito congestionado com grande agilidade, oferecendo leveza, segurança e facilidade nas mudanças de direção. A aceleração e as retomadas de velocidade são firmes e eficientes. Mesmo com um piloto mais pesado a Pop 110i não fica devendo no uso urbano. O câmbio é de 4 velocidades com todas as trocas de marcas para baixo. No começo é meio estranho e acabamos realizando algumas reduzidas desnecessárias, mas com o tempo você se acostuma tranquilamente. As mudanças são macias e suaves.

Economia e autonomia:
Em nossa avaliação a Pop 110i chegou a fazer quase 46 km/l, importante frisar que procuramos manter uma pilotagem sossegada, afinal o objetivo era constatar ao máximo o potencial de economia da Pop. O tanque, apesar de pequeno (4,2 litros), garante uma boa autonomia, próxima dos 180 Km. No item economia, a Pop 110i é o produto mais em conta oferecido pela Honda. Começando pelo preço sugerido de R$ 5.906. Ela ainda conta com 3 anos de garantia e óleo original grátis a partir da 3ª revisão, seguindo com a ofertas ao longo das sete trocas subsequentes.

Segurança e conforto:
O sistema de freio conta com a função CBS (Combined Brake System) em que, quando acionamos o pedal do freio traseiro é acionado parcialmente o freio dianteiro na proporção de 30%, o que proporciona maior segurança e tranquilidade na pilotagem, principalmente nos momentos de frenagens de emergência. A nova suspensão deu mais estabilidade e conforto, inclusive nos pisos irregulares e caminhos sem asfalto, muito encontrados nas regiões mais afastadas dos grandes centros. O novo assento, largo e macio, colabora bastante para o conforto do piloto.

Conclusão:
A Pop 110i é uma moto que atende bem o dia-a-dia, tem potência e agilidade, mas é um pouco pequena para que tem mais de 1,80 m. Quanto à praticidade, agilidade e economia, não temos o que questionar e nesses três atributos a Pop 110i mostra por que é uma campeã de vendas. Ela é oferecida nas cores Preta, Vermelha e Branca.

Banco do garupa: nota 7,5
“Quando vi a Pop pela primeira vez fiquei em dúvidas se ela levaria duas pessoas, mas depois de rodar alguns quilômetros podemos afirmar que ela é confortável. Um pouco pequena, porém atende bem” - opinião de Alessandra B. Lazzari

 

 
 
Honda Pop 110i 2019
 
Honda Pop 110i 2019
Honda Pop 110i 2019
Honda Pop 110i 2019
 
Honda Pop 110i 2019
Honda Pop 110i 2019
Honda Pop 110i 2019
 
Honda Pop 110i 2019
Honda Pop 110i 2019
Honda Pop 110i 2019
 
Honda Pop 110i 2019
Honda Pop 110i 2019
 
 

Ficha técnica

Motor
Tipo: OHC, Monocilíndrico, 4 tempos, arrefecido a ar
Cilindrada: 109,1 cc
Potência Máxima: 7,9 cv a 7.250 rpm
Torque Máximo: 0,90 kgf.m a 5.000 rpm
Transmissão: 4 velocidades
Sistema de Partida: Pedal
Diâmetro x Curso: 50,0 x 55,6 mm
Relação de Compressão: 9,3:1
Sistema Alimentação: Injeção Eletrônica PGM-FI
Combustível: Gasolina

Chassi
Tipo: Monobloco
Suspensão Dianteira/Curso: Garfo telescópico / 100 mm
Suspensão Traseira/Curso: Dois amortecedores / 83 mm
Freio Dianteiro/Diâmetro: A tambor / 110 mm
Freio Traseiro/Diâmetro: A tambor / 110 mm
Pneu Dianteiro: 60/100 - 17
Pneu Traseiro: 80/100 – 14

Dimensões
Comprimento x Largura x Altura: 1843 x 745 x 1033 mm
Distância entre eixos: 1234 mm
Distância mínima do solo: 136 mm
Altura do assento: 749 mm
Peso Seco: 87 kg

Capacidade
Tanque de Combustível: 4,2 litros
Óleo do Motor: 1,0 litro

Sistema elétrico
Ignição: Eletrônica
Bateria: 12V - 4 Ah
Farol: 35/35 W 

Experiente motocicista há mais de 30 anos, José Luiz é um designer amante das duas rodas e colabora com suas avaliações no Motoo

José Luiz Lazzari | http://www.jlldesign.com.br/