Vendas da Royal Enfield Himalayan praticamente dobraram

Aventureira da marca indiana está vendo sua comercialização crescer 95% em seu mercado de origem
Royal Enfield Himalayan 2021

Royal Enfield Himalayan 2021 | Imagem: Divulgação

Primeira moto da Royal Enfield em uma “nova era” de modernização de seus produtos, a Himalayan está colhendo os frutos de seus atributos. No mercado indiano, a aventureira comercializou 1.550 unidades no mês de novembro. Quando comparado com novembro de 2019, quando apenas 793 unidades foram vendidas, o crescimento foi de 95%.

No Brasil, a história não é muito diferente. Por aqui, a Himalayan emplacou 68 unidades em novembro, mais que o dobro das 30 unidades registradas em outubro. No acumulado do ano até o mês passado, foram 743 novas aventureiras da Royal Enfield circulando no país. Em igual período do ano passado, quando a moto foi lançada, foram 687 unidades. O crescimento foi de 8,1%.

Saiba mais: veja o que achamos da Royal Enfield Himalayan 2021

A linha 2021 da Royal Enfield Himalayan chegou ao Brasil em outubro com algumas mudanças e custando R$ 19.390. Ela passou a contar com três novas opções de cores, todas bicolores. Pode-se escolher entre vermelho e preto, azul e branco e cinza e preto. As opções branca e preta, ambas de acabamento fosco, permanecem no catálogo.

A moto também ganhou mais equipamentos, incorporando pisca-alerta e um interruptor no painel que permite o desligamento do ABS. O motor, porém, não mudou. Permanece o  monocilíndrico de 411 cm³ com arrefecimento de óleo e comando de válvulas simples no cabeçote. Ele entrega 24,5 cv de potência e 3,2 kgfm de torque.

Acima a nova Himalayan
Acima a nova Himalayan
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!

Tudo sobre a Royal Enfield Himalayan

Royal Enfield Himalayan