Vendas de motocicletas começam aquecidas em 2022

Mais de 89 mil unidades foram emplacadas em janeiro, alta de 4,5% em relação ao mesmo período de 2021
Voltz EV1 2021

Voltz EV1 2021 | Imagem: Divulgação

Os emplacamentos de motocicletas em janeiro de 2022 superaram a marca de 89 mil unidades, uma alta de 4,5% em relação ao mesmo mês de 2021. O número se aproxima de janeiro de 2020, que teve 91,3 mil unidades vendidas em um cenário que ainda não havia sido afetado pela pandemia.

Honda e Yamaha seguem na liderança e ambas ampliaram ligeiramente seus resultados na comparação com o ano passado. A novidade é a presença da Shineray e da Kawasaki em 3º e 4º lugares.

A marca chinesa com fábrica em Pernambuco tem se beneficiado da ampliação do portfólio, incluindo modelos elétricos, para crescer significativamente. Sem 2021 ela havia emplacado 771 motos agora esse número saltou 71%, chegando a 1.321 unidades.

É ainda um volume pequeno para uma marca generalista, mas diante do domínio das fabricantes japonesas não deixa de ser um avanço importante.

VEJA TAMBÉM:

Entre as marcas premium, a Kawasaki conseguiu superar a BMW ao emplacar 583 unidades contra 544 da fabricante alemã. Outra em ascensão é a Royal Enfield, 6ª marca mais vendida com 471 motos, superando assim a Haojue.

Honda Pop 110i 2022
Honda Pop 110i 2022
Imagem: Divulgação

Pop 110i em alta

Entre as motocicletas, a CG 160 teve um desempenho ligeiramente inferior a 2021, com quase 24 mil unidades emplacadas. A Biz, somando as versões 110i e 125, foi a segunda colocada e a Pop 110i, a surpresa, em 3º lugar.

Moto mais barata da Honda, o modelo teve 9.585 unidades emplacadas contra 6.836 em janeiro de 2021. A trail Bros veio logo atrás.

A Yamaha conseguiu emplacar quatro modelos entre os 10 mais vendidos: Factor 150 (3.510 unidades), NMAX (3.195), Fazer 250 (2.378) e Fazer 150 (1.892). Para variar, as cinquentinhas da Shineray somadas foram a única exceção no Top 20.

Surpreendeu por outro lado, o 29º lugar da scooter elétrica EV1, da Voltz. Ela teve 232 emplacamentos no mês, que somados às 89 unidades do modelo EVS fizeram a startup ser a 10ª marca mais vendida no mês.