Vendas de motos têm recuperação expressiva em abril

Total de emplacamentos se aproximou de 95 mil unidades, melhor nível dos últimos cinco anos
Honda CB Twister 2021

Honda CB Twister 2021 | Imagem: Divulgação

Após um mês de março ruim, quando problemas de produção afetaram a indústria, as vendas de motocicletas no Brasil tiveram um salto enorme em abril. Segundo dados de emplacamentos preliminares, o total de motos vendidas no mês passado chegou perto de 95 mil unidades.

A Honda, que havia tido dois meses fracos em fevereiro e março, se recuperou e atingiu cerca de 72 mil emplacamentos. A Yamaha também não ficou atrás e teve seu melhor mês em 2021 com 17,4 mil unidades emplacadas.

Entre as marcas de menor participação, o resultado de abril foi menos expressivo, com alguns fabricantes oscilando positivamente e outros ainda em queda.

A CG 160 teve crescimento de 70% em relação a março, com 27,6 mil unidades emplcadas. A Biz e a NX 160 tiveram mais de 11 mil motos vendidas enquanto a Pop 110i fechou o top 4 com modelos da Honda.

A Yamaha manteve a Fazer em 5º lugar, a despeito da aproximação da Twister. A marca do diapasão conseguiu ocupar quatro posições entre as 10 motos mais vendidas de 2021.

A scooter NMAX, que havia ultrapassado a PCX em março, voltou a perder terreno para a rival da Honda – o placar acumulado está em 7.623 vs 7.348.

A motocicleta mais vendida do país fora da dupla Honda-Yamaha é a Shineray XY 50, com 2.440 unidades emplacadas na soma de janeiro a abril.

Confira nossas páginas especiais do ranking:

Marcas mais vendidas em 2021

Motos mais vendidas em 2021

Scooters mais vendidas em 2021

Assine a newsletter semanal do AUTOO!