Yamaha não terá rival para o Honda X-ADV tão cedo

Apesar da grande rivalidade entre as marcas, empresa dos três diapasões não pensa em scooter aventureiro
Honda X-ADV 2017

Honda X-ADV 2017 | Imagem: Divulgação

A rivalidade entre Honda e Yamaha talvez seja uma das maiores no setor de duas rodas. Ambas possuem linhas com produtos similares concorrendo pelo mesmo público. No entanto, a Honda conseguiu um modelo inédito ao mesclar os segmentos de maxi-scooters e o de motos aventureiras, dando origem assim ao X-ADV.

Até o momento, a Yamaha não demonstrou nenhuma movimentação nesse sentido e não deve o fazer tão cedo. Em entrevista ao site italiano Motociclismo, o gerente de marketing da Yamaha para a Europa, Paolo Pavesio, afirmou que “não está em nosso DNA fazer algo que os outros já fizeram. O segmento criado pela X-ADV cria sim novas oportunidades. Porém, se caminharmos nesse sentido, não será nos próximos dois anos”.

O executivo ainda afirmou que a atual geração do TMax 530, em linha na Europa desde 2017 para segmento de maxi-scooters, está atendendo muito bem os clientes da Yamaha. Mais de 50% dos proprietários de um TMax o substituem por outro TMax, de acordo com Pavesio. Assim, não haveria motivo para expandir a linha do scooter com uma opção aventureira.

Apesar de afirmar que a Yamaha TMax está atendendo muito bem o mercado europeu da marca, Paolo Pavesio assumiu que o scooter da empresa venderia até 20% mais unidades se o Honda X-ADV não existisse. Por outro lado, o executivo disse estar confiante na linha 2020 do TMax para recuperar vendas. A novidade deve estrear ainda em maio na Europa, com visual mais esportivo e motor 560 - uma revisão do atual 530 - mais potente.

Honda X-ADV 2017
Honda X-ADV 2017
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!

Tudo sobre a Yamaha TMax

Yamaha TMax