Yamaha vai interromper produção em parte das suas linhas de montagem em setembro

Medida, que ocorrerá entre 9 e 23 deste mês, foi motivada pela falta de insumos, o que já ocorreu em 2021
Yamaha XMAX 2021

Yamaha XMAX 2021 | Imagem: Divulgação

A Yamaha anunciou na última sexta-feira (03) que irá suspender temporiaramente a produção de suas motocicletas em Manaus em setembro. A medida é provocada pela falta de insumos para produção, um problema que vem afetando toda a indústria de veículos, sejam automóveis, caminhões e motos.

A paralisação será parcial e ocorrerá entre os dias 9 e 24 deste mês. Os funcionárias das linhas de montagem afetadas estarão em férias coletivas durante esse período. "Parte da produção, assim como as demais atividades operacionais das empresas do Grupo Yamaha do Brasil, permanecerão em regular atividade durante esse período", explicou a fabricante em nota.

Trata-se da segunda paralisação causada pelos problemas de componentes. Em maio, a linha de montagem foi interrompida por 10 dias, o que afetou posteriormente as vendas de seus modelos. É essa situação que deverá se repetir no último trimestre, em meio a um mercado bastante aquecido.

Em agosto, a Yamaha emplacou 18.229 unidades, terceiro melhor resultado do ano. A marca acumulava até o mês passado quase 133 mil unidades vendidas, mantendo com margem a vice-liderança no Brasil.

 

Assine a newsletter semanal do AUTOO!