Com recorde da CG 160, vendas de motos em 2021 passam de 1,15 milhão

Modelo da Honda supera as 315 mil unidades e confere ampla vantagem para a marca nos emplacamentos
Honda CG 160 2022

Honda CG 160 2022 | Imagem: Divulgação

Mesmo com a pandemia e os problemas que afetaram a produção, o ano de 2021 teve o maior volume de emplacamentos dos últimos tempos. Dados preliminares apontam para 1,154 milhão de unidades vendidas, quase 27% a mais do que em 2020.

A alta foi puxada pelo crescimento das marcas generalistas, liderada naturalmente pela Honda. A líder do mercado apresentou uma alta de 24% em relação a 2020, com 171 mil unidades emplacadas a mais neste ano.

A Yamaha cresceu mais que sua rival, 42%, terminando 2021 com 202 mil unidades vendidas, mas a Shineray foi além. A marca chinesa sediada em Pernambuco ampliou seus emplacamentos em 82% graças a vários novos modelos, parte deles elétricos.

Nomes com foco no segmento premium, por outro lado, tiveram altas mais modestas como a BMW, líder entre elas, que experimentou uma alta de 13%. A exceção foi a Royal Enfield, dona do maior crescimento entre as marcas com maior volume.

A fabricante indiana viu suas vendas passarem de 6,5 mil unidades, um crescimento de 173%.

Veja também:

Já entre os modelos, o cenário foi monótono. A CG 160 atingiu seu recorde histórico de vendas, com mais de 315 mil motos emplacadas, como havíamos previsto. Na sequência, o ranking de 2021 teve outras quatro Hondas: Biz, NXR 160, Pop 110i e Twister.

Para não dizer que a Yamaha passou em branco, a Fazer marcou 3.926 emplacamentos em dezembro e bateu a Twister, mas no acumulado ela foi apenas a 8ª mais vendida, atrás da Crosser e Factor, ambas com motor de 150 cm³.

Excluindo-se modelos da Honda e Yamaha, temos a Shineray XY50, que reúne todos os modelos ‘cinquentinha’ da marca, em 20º lugar, a R 1250 GS, da BMW, em 23º, e as Shinerary de 125 cm³ em 24º.

Tudo sobre a Honda CG 160

Honda CG 160