Honda PCX 150 e Yamaha NMax 160 lideram ranking de buscas embalados por alta da gasolina

Rivais Honda e Yamaha aparecem quase empatados entre os mais desejados na plataforma Webmotors em abril; veja o top 10
Honda PCX e Yamaha NMax de nova geração

Honda PCX e Yamaha NMax de nova geração | Imagem: Motoo

Honda PCX 150 e Yamaha NMax 160 foram as motos mais buscadas em abril, segundo levantamento da plataforma Webmotors. Os dois scooter ficaram quase empatados em ranking de modelos novos e usados referente à região Sudeste do Brasil. PCX aparece em 1º lugar, seguido de NMax, em 2º, e a lendária Honda Hornet, na 3ª posição. 

De acordo com o portal de negócios, a grande novidade é a chegada do NMax ao top 3, antes dominados por PCX, Hornet e a Honda XRE 300, que caiu para a 4ª posição. A lendária Honda Hornet, que tem nova geração aguardada para 2022, também persiste entre os modelos mais desejados. O levantamento leva em conta o número dos chamados  "leads", que é a oportunidade real de concretizar um negócio dentro do site da Webmotors, em âmbito nacional, diz a empresa.

VEJA TAMBÉM:

 

Honda Hornet 2014
Honda Hornet 2014
Imagem: Divulgação

A dominância de PCX e NMax ocorre em momento no qual a alta nos combustíveis está impactando a venda e a produção de motos no Brasil. Buscando uma maneira de economizar, muita gente tem encontrado em  veículos de duas rodas uma alternativa.

Dentro desse quadro geral, os scooters têm encontrado um novo público que busca comodidade e praticidade em cima da moto. Segundo dados da associação das fabricantes de motos, a Abraciclo, a participação dos scooters aumentou em 2022. Em março de 2021, o total de 8.534 unidades foram vendidas; um ano depois, em março de 2022, o número aumentou para 10.694 unidades, uma alta de 24,8%.

VEJA TAMBÉM:

De um ano para outros, os scooters passaram de 9% do total de motos vendidas, para uma participação de 9,9%. Veja abaixo o ranking das 10 motos mais buscadas na Webmotors em abril de 2022 (região Sudeste):

  1. Honda PCX: 14.032
  2. Yamaha Nmax 160 ABS: 13.801
  3. Honda CB 600F Hornet: 13.365
  4. Honda XRE 300: 9.594
  5. BMW G 310 GS: 9.451
  6. Yamaha XTZ 250 Lander: 9.078
  7. Harley-Davidson Low Rider S: 8.943
  8. Harley-Davidson Sportster Iron 883: 8.382
  9. Honda CB 300R: 7.782
  10. Yamaha Fazer 250 ABS: 7.526

No primeiro quadrimestre foram emplacadas 382.380 motocicletas no Brasil, aumento de 27,4% na comparação com o mesmo período de 2021 (300.098 unidades).

MAIS DO MUNDO MOTO: o que muda entre Royal Enfield Himalayan e Scram 411