Os 6 lançamentos de 2020 que mais desapontaram os gringos

Seja pela falta de novidades ou pelo momento ruim, nem todas as estreias que ocorreram no ano agradaram
Ducati Monster 2021

Ducati Monster 2021 | Imagem: Divulgação

O ano de 2020 foi com certeza um dos mais desafiadores da história para a indústria das duas rodas. No Brasil, a pandemia causou o fechamento de fábricas no primeiro semestre e, até agora, as linhas de montagem estão em ritmo lento por conta das medidas sanitárias. E isso aconteceu globalmente.

Mesmo assim, um grande número de lançamentos chegaram aos mercados mundiais, puxados principalmente pela entrada em vigor das normas Euro 5 de emissões de poluentes, mais restritas. No entanto, seja pela falta de novidade ou por trazer inovações que ninguém pediu, algumas motos que estrearam em 2020 deixaram os gringos desapontados. Confira algumas delas.

Honda CMX1100 Rebel

Honda CMX1100 Rebel 2021
Lançamento da Honda CMX1100 Rebel foi tão simples que essa é a melhor foto que temos dela
Imagem: Divulgação

No final de novembro, a Honda revelou a maior moto da família Rebel de estradeiras. Trata-se da CMX1100 que rivalizará com modelos da Harley-Davidson, Triumph e Ducati. Enquanto a moto a si agradou a imprensa europeia e norte-americana, o que desapontou foi o lançamento em si, que contou apenas com informações breves e algumas fotos. Não houve nem vídeo de divulgação para ouvir o ronco do motor.

Os “lançamentos” da Suzuki

Acima, alguns dos modelos 2021 da Suzuki que tiveram poucas alterações
Acima, alguns dos modelos 2021 da Suzuki que tiveram poucas alterações
Imagem: Divulgação

Para a linha 2021, a Suzuki se limitou apenas a atualizar a maior parte de seu catálogo com novas cores e adesivos, além de motores aptos a atender as regras Euro 5. Quem mais se sentiu ofendido foi a imprensa norte-americana, que afirmou que “não foi apenas um lançamento da Suzuki que desapontou, mas todos”.

Triumph Tiger 850 Sport

Triumph Tiger 850 Sport 2021
Triumph Tiger 850 Sport: uma Tiger que ninguém pediu, segundo os ingleses
Imagem: Divulgação

“Quem já acordou e pensou: ‘poxa, eu queria uma versão mansa da Tiger para a cidade’? Pois é, ninguém”. Foi assim que os britânicos descreveram o sentimento de decepção com o lançamento da nova Triumph Tiger 850 Sport. A novidade usa exatamente o mesmo conjunto da Tiger 900 renovada, mas com menos potência e uma lista de equipamentos um tanto enxuta. Em defesa da marca, porém, foi dito que seria difícil superar o lançamento da Triumph Trident 660.

Harley-Davidson Bronx

Harley-Davidson Bronx
Primeira naked da marca, Harley-Davidson Bronx não saiu do papel
Imagem: Divulgação

Um dos poucos lançamentos programados para 2020 e que não ocorreram, a Harley-Davidson Bronx deveria colocar a marca no segmento das nakeds de alta cilindrada pela primeira vez na história. Porém, a crise na empresa ao longo do ano e a mudança na direção colocaram a novidade de lado para focar na trail Pan America. A imprensa norte-americana ficou decepcionada.

40 anos da BMW GS

BMW R 1250 GS 2021
Série especial da BMW GS não foi tão especial assim
Imagem: Divulgação

Motivo para festa não faltava: a BMW Motorrad comemorou os 40 anos da linha de aventureiras GS em 2020. O que deixou os jornalistas europeus decepcionados foi a falta de uma ocasião mais especial, uma vez que a BMW GS 40th Anniversry Edition não passou de uma pintura nova para R 1250 GS e F 850 GS, remetendo às primeiras motos da família.

Ducati Monster

Ducati Monster 2021
Fim de tradição na Ducati Monster não agradou
Imagem: Divulgação

A nova geração da naked mais icônica da marca italiana era um dos lançamentos mais aguardados de 2020. A novidade chegou no início de dezembro mais leve e potente. Enquanto a imprensa europeia respeitou a moto por suas capacidades no papel, a troca do tradicional chassi de aço por treliças por uma solução com liga de alumínio e formato convencional deixou os jornalistas de lá decepcionados.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!